Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

Momento de reflexão

Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés
E com o nariz e a boca.

Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz.

Alberto Caeiro, O guardador de rebanhos (IX)


publicado por Sofia_hd às 19:05
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

É preciso acabar com isto!

"Uma em cada duas mulheres assassinadas, são mortas pelo seu companheiro".


publicado por Sofia_hd às 16:54
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Domingo, 11 de Fevereiro de 2007

Resultados

SIM - 59,25%

NÃO - 40,75%


publicado por Sofia_hd às 21:51
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Sábado, 10 de Fevereiro de 2007

VOTE!!

Independentemente de votar Sim ou Não, o mais importante é que este domingo VÁ VOTAR!


publicado por Sofia_hd às 23:59
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito

Eu voto SIM! E você?

"Um referendo é um momento onde somos chamados a pronunciarmo-nos directamente sobre um assunto específico da nossa vida em comunidade. Um momento raro em que dizemos aos políticos como queremos que a nossa comunidade funcione. Dia 11 deste mês somos chamados a pronunciarmo-nos sobre a despenalização do aborto. Já o tínhamos sido, como se recordam, em 1998. E recordam-se também certamente do que aconteceu: a abstenção massiva deu a vitória ao Não. Porque os portugueses não aproveitaram esse momento raro e preferiram não se pronunciar sobre a matéria."
(...)

"Passados 9 anos temos uma segunda oportunidade. A questão é se vamos continuar a assobiar para o lado e fingir e ignorar uma realidade de discriminação social e um problema de saúde pública que afecta milhares de pessoas ou assumir uma atitude responsável para a resolução do problema.
Faz algum sentido que as nossas mães, irmãs ou filhas sejam julgadas e presas por optarem interromper uma gravidez que não querem levar até ao fim? Isto faz algum sentido? Não acredito que faça.
A decisão de fazer um aborto nunca é tomada de ânimo leve e o dever do Estado é ajudar e apoiar a mulher a ponderar as suas opções, e no caso dela optar pela interrupção, de lhe facultar as condições seguras e condignas para o fazer.
Acredito que numa sociedade justa as escolhas morais e filosóficas se fazem na consciência de cada um."

Sandra Celas, actriz, in Jovens pelo Sim 

 

 

"Henrique Couto, emigrado em França há um ano, tinha engravidado a mulher, Maria Teresa, seis semanas antes, durante uma visita a casa, em Vilar Formoso. A medicação para a tuberculose que ela tomava anulou o efeito da pílula. A preparar uma vida no estrangeiro, o casal teve de tomar uma decisão, para não hipotecar o seu futuro e o dos seus três filhos – o que Henrique ganhava na construção civil era já apertado para cinco, quanto mais para seis. Bateram à porta do Hospital da Guarda, a cerca de 40 quilómetros de sua casa, mas a resposta foi previsível: a lei não deixa.
Eram oito da noite quando Henrique e Teresa entraram em casa de uma enfermeira, na Guarda, que alguém lhes indicou. Com dificuldade, conseguiram reunir 300 dos 350 euros que a parteira pedia. Tudo ficaria resolvido em 20 minutos."
(...)  "Henrique correu para casa da enfermeira e encontrou Teresa deitada no chão do corredor, de olhos abertos. Morreu minutos depois, a caminho do hospital, com o útero perfurado e hemorragias vaginais e abdominais. Tinha 37 anos. Deixou um filho com 5 meses, outro com 15 anos e uma filha com 14."

_

"«As mulheres da classe média e média-alta vão a Espanha, onde conseguem um aborto seguro e acessível (entre 350 e 500 euros). Mas as mais desfavorecidas viraram-se para os comprimidos», diz Maria José Alves. São essas mulheres mais pobres, ou muito jovens, que a obstetra atenda na MAC, todos os dias. «Chegam, geralmente, com abortos incompletos (retidos), depois de terem tomado os comprimidos em casa. Vê, assustadas, cheias de dores, com vómitos, diarreia, arrepios de frio». Segundo dados da Direcção-Geral de Saúde, o número de internamentos por abortos retidos disparou. na última década. Em 2005, foram internadas 3216 mulheres com este tipo de problema. Mais de 9600 entraram nos hospitais com complicações pós-aborto – embora nestes números estejam incluídos outros casos não decorrentes do universo clandestino, como os abortos espontâneos." (...) "«É usual chegarem aqui mulheres que tomaram 30 comprimidos», conta Manual Hermida, director do serviço de Obstetrícia do Hospital Garcia de Orta, em Almada." (...) "Foi o que aconteceu a uma adolescente que deu entrada no Hospital de Santa Maria, no final de 2005, depois de ter tomado 65 comprimidos de misoprostol. Estava grávida de 20 semanas. Não havia volta a dar às «extensas lesões vasculares do esófago e do estômago». Morreu, esvaindo-se em sangue, numa amálgama de dores. Tinha 14 anos."

Luís Ribeiro e Patrícia Fonseca, in Visão

"Eu acredito nas mulheres portuguesas, eu confio nas mulheres portuguesas e no seu sentido de responsabilidade pelo que não consigo ficar indiferente a todos os ataques dizendo que as mulheres não podem tomar sozinhas uma decisão que é sua, e que ninguém pode tomar por elas."

(...)

"A opção é de cada um, deixar tudo como está ou alterar definitivamente esta lei retrógrada, que nos coloca no fundo da lista da Europa nesta matéria. Nenhuma lei poderá alguma vez obrigar uma mulher a ser mãe contra a sua vontade. O que a lei deve fazer é promover uma escolha responsável e apoiar as mulheres nas suas decisões, quaisquer que elas sejam."

Joana Seixas, actriz, in Jovens pelo Sim



publicado por Sofia_hd às 18:57
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito

Relatos na 1ª pessoa

Deixo-vos aqui quatro relatos, na 1ª pessoa, de interrupções voluntárias da gravidez. Para reflectirmos se vale mesmo a pena o aborto continuar na clandestinidade.

Reflictam.

1ª Parte:

 

2ª Parte:

 


publicado por Sofia_hd às 13:58
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

Concerto de encerramento da campanha

 

 


publicado por Sofia_hd às 13:46
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007

Tolerância Zero

Hoje, dia 6 de Fevereiro, é o Dia Mundial da Tolerância Zero contra a Mutilação Genital Feminina.

Todos os anos, são vitimas desta prática hedionda cerca de 2 milhões de meninas. Desde bebés com poucos meses de vida até jovens de 20 são submetidas a esta tradição, embora a maioria das excisões ocorra em jovens entre os 12 e 14 anos.

É no continente africano que a MGF predomina.

Por todas as jovens que sofrem com a Mutilação Genital Feminina, TOLERÂNCIA ZERO!


publicado por Sofia_hd às 12:15
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

SIM!!


publicado por Sofia_hd às 18:47
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Domingo, 4 de Fevereiro de 2007

Os ursos da China

Várias associações de defesa dos animais têm denunciado uma prática hedionda que se tem verificado na China: existem fazendas que se dedicam à extracção da bílis dos ursos. A WSPA (World Society for the Protection of Animals) tem investigado essas fazendas e tentado minorar o sofrimento destes animais, contudo, não tem sido bem sucedida.
Nestas fazendas, os ursos vivem aprisionados em jaulas com espaço suficiente para eles caberem, mal podem movimentar-se, sentar-se ou mudar de posição. O chão das jaulas é feito de barras de ferro, o que provoca ferimentos nas patas, na cabeça e nas costas. Para incentivar a produção de bílis, são alimentados duas vezes por dia. A alimentação é feita à base de puré de milho, maçãs, tomates e água com açúcar. Isto, nas fazendas que têm as “melhores” condições.
Esta associação visitou duas fazendas modelo do governo chinês, que considera que as condições de tratamento têm melhorado: agora os ursos são colocados numa jaula menor, duas vezes ao dia, enquanto se extrai a bílis; depois deixam-nos passar para uma jaula maior onde podem virar-se e ficar de pé.
 
Como tudo se processa
O que acontece a estes animais é, resumidamente, o seguinte:
-  alguns animais são capturados no seu habitat natural;
-  os que já nascem nas fazendas (ou são capturados ainda bebés), quando têm cerca de 3 meses são retirados das mães. Depois são imediatamente treinados para performances de circo, nomeadamente, boxe, equilíbrio em cima de uma corda, andar de bicicleta e também para atrair turistas;
-  quando têm cerca de 1 ano, acabam as performances;
- aos 3 anos são levados para as jaulas até crescerem completamente. Durante esse período podem ficar dois ursos numa jaula;
- quando atingem a idade adulta, tem inicio a extracção da bílis. São então transferidos para jaulas que não permitem grande movimentação para tornar mais fácil o processo de extracção.
Na maioria das fazendas, o procedimento cirúrgico que permite a extracção da bílis é feito pelos próprios donos, sem qualquer treino veterinário. O método difere de fazenda para fazenda, mas em todas elas os ursos têm uma abertura no abdómen e na vesícula, onde é introduzido um tubo ou é forçada a entrada de uma vara de aço na vesicula, deste modo o liquido escorre na direcção certa. Nestas implantações, a maioria dos ursos acaba por morrer devido a infecções e outras complicações. Cerca de 80% dos ursos morrem com estas “cirurgias” e a sua esperança média de vida diminui drasticamente (entre 5 a 10 anos). Quando ficam doentes, são-lhes administradas drogas, se não resultar, são abandonados à sua própria sorte dentro das jaulas.
A bílis é produzida pelo fígado e armazenada na vesícula. Entre 10 e 20 mg de bílis são retiradas de cada urso (2 vezes ao dia) enquanto estes se alimentam, impedindo que  a digestão do urso seja adequada. Durante a este procedimento, os investigadores da WSPA testemunharam sinais de stress severo nos ursos. Alguns gemem e batem com a cabeça contra a grade, outros tentam morder as próprias patas. Um outro comportamento anormal para os ursos é o facto de as mães comerem os seus filhos, o que demonstra o stress a que estão submetidos estes animais, uma vez que, no seu habitat natural os ursos não fazem isso.
.
Comercialização é lucrativa
O comércio da bílis e da vesícula é muito lucrativo, pois, o seu uso faz parte da Medicina Tradicional Chinesa. Há mesmo provas de que, para além da Ásia, também na América do Norte e do Sul estão a ser mortos ursos para extracção de vesícula. No Equador, por exemplo, pessoas estavam a caçar ursos para, posteriormente, vender a vesícula a negociantes coreanos. Cada vesícula era vendida a um valor que representa cinco salários mínimos desse país.
A produção de bílis desidratada ronda os 7000 kg por ano. E, a cada ano que passa, aumenta drasticamente, uma vez que a bílis também é usada como ingrediente de champôs, vinhos, gotas para os olhos e diversas pomadas. Isto apesar de haver muitos produtos alternativos no mercado e que fazem o mesmo efeito. Muitos praticantes de medicina na China, admitem que há pelo menos 75 ervas, que podem substituir a bílis de urso.
Apesar de saberem isto, a produção de bílis continua, bem como o sofrimento deste animais, e parece que apesar dos muitos apelos feitos por várias associações de protecção dos animais para que se acabe com esta indústria e se preserve a vida selvagem.

publicado por Sofia_hd às 18:56
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
Sábado, 3 de Fevereiro de 2007

Concerto pelo Sim

O movimento Jovens pelo Sim organizou um concerto que decorre hoje, a partir das 21h00.

Quem não tiver possibilidade de ir pode assistir através do endereço:  mms://wpc2610.amenworld.com/AR

Aqui fica o cartaz:


publicado por Sofia_hd às 16:25
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito

.mais comentados

.Sobre a Autora


. ver perfil

. seguir perfil

. 20 seguidores

.links

.Desumanidades

. E lá vão 3

. Para rir um bocadito...

. Em período de HIBERNAÇÃO

. A história de um leão

. Direitos dos animais: tou...

. E a moda da Sapatada pego...

. Vamos twittar!

. Já é tempo de alguém dize...

. Preservativos 'católicos'

. FEMINISTIZA_TE

. Cão de água Português vs ...

. Mancha Vermelha

. Pandas: Procriação de suc...

. I'm Back!

. Para Todos!

. Whale Wars

. Sea Shepherd volta à acçã...

. Pense duas vezes

. Haja paciência!

. Manifestação Anti-Tourada

. Nem as crianças são assim...

. DECO organiza manifestaçã...

. Um bocadinho farta!

. Trocando opiniões

. Porta-bandeira iraniana g...

. O sonho (pesadelo) de uma...

. 2 Anos!

. O Véu do Medo

. Crime: ter sido violada

. Espanhóis manifestam-se c...

. Urso polar avistado na Is...

. Dia Mundial Da Criança?!

. Quem é a verdadeira besta...

. Seal hunt

. De volta à acção!

. As piadas de Bush

. A hipocrisia

. Faz sentido comemorar o D...

. Japoneses disparam sobre ...

. Sea Shepherd alcança navi...

. Histórias de vida e de co...

. Porquê pai?

. De volta!

. Começou a caça às baleias...

. Notas de 10 milhões!

. O que tem acontecido na A...

. Baleia vs Japoneses

. I also love Sea Shepherd!

. I Love Greenpeace!

. Ser foca no Canadá

.Baú

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.subscrever feeds