Terça-feira, 8 de Agosto de 2006

Ser Mulher

  
De acordo com o Departamento da População da ONU, em todo o mundo existem 3,132,342,000 mulheres. Contudo, este número poderia ser maior se, em consequência da falta de cuidados médicos ou de abortos de selecção natural, cerca de 60 milhões de bebés do sexo feminino não fossem impedidos de nascer, muitas vezes, por serem considerados inferiores ao do sexo oposto.
   Cerca de 1 bilião, ou seja, uma em cada três mulheres já foram vítimas de algum tipo de violência que, normalmente é perpetrada por algum familiar ou alguém conhecido. A violência sobre as mulheres assume diferentes formas, desde a agressão física à agressão psicológica, nomeadamente, a humilhação e intimidação, bem como comportamentos controladores que restringem a sua conduta e o acesso à informação.
   A violência contra as mulheres atinge números dramáticos durante períodos de guerra, nos quais as vitimas se encontram mais desprotegidas. A violação em massa costuma ser usada como arma de guerra com a agravante das mulheres serem, muitas vezes, forçadas a prostituir-se para assegurar a sobrevivência das suas famílias.
   Em vários países esta questão é considerada um caso de saúde publica, uma vez que alguns tipos de violência tem contribuído para afectar a capacidade reprodutiva e para elevados índices de HIV/SIDA entre mulheres de varias faixas etárias. Em muitos países existe ainda a crença de que através de uma relação sexual com uma virgem encontra-se a cura para esta doença, daí que o número de mulheres jovens e de crianças com SIDA tenha vindo a aumentar significativamente.
  Outros tipos de violência existem, mas por serem vistos como ‘habituais’ ou ‘tradicionais’, por fazerem parte de uma cultura não são tão visíveis. É o caso da mutilação genital, dos casamentos precoces ou dos “crimes de honra”.
 
Alguns Números da Violência:
·         70% das mulheres assassinadas foram mortas pelos seus parceiros no ano de 2002.
·         5 mulheres, por semana, foram mortas pelo parceiro ou algum membro da família na Zâmbia (2003).
·         A cada 15 segundos uma mulher é espancada pelo parceiro nos EUA.
·         36000 mulheres são espancadas diariamente na Federação Russa.
·         147 mulheres são violadas diariamente na África do Sul.
·         A cada 90 segundos uma mulher é violada nos EUA.
·         Em 85% das zonas de conflito armado registou-se tráfico de mulheres e raparigas.
·         250 000 a 500 000 mulheres foram violadas durante o genocídio de Ruanda.
·         400 mulheres e raparigas com pouco mais de 8 anos foram violadas no Iraque desde Abril de 2003.
·         A cada 14 dias uma colombiana é vítima de “desaparecimento” forçado.
·         20 000 a 50 000 mulheres foram violadas na Bósnia e Herzegovina durante os 5 meses de conflito em 1992.
·         Mais de 135 milhões de raparigas foram sujeitas à mutilação genital. 2 milhões estão todos os anos em risco.
·         82 milhões de raparigas com idades entre os 10 e 17 anos, casarão antes de completarem 18 anos.
·         45 mulheres foram assassinadas num período de 2 meses no Irão em virtude dos “crimes de honra”.
·         A mutilação genital continua a ser praticada nas comunidades emigrantes na França, Holanda, Dinamarca, Suíça , Itália, Suécia e Reino Unido.
·         15000 mortes por ano na Índia, causadas por estranhos fogos acidentais desencadeados em cozinhas.
 
   Infelizmente, a lista não termina aqui, ela é muito maior, no entanto a totalidade os números relativos à violência contra as mulheres ainda continua desconhecida, uma vez que muitas mulheres continuam a não denunciar os crimes de que são alvo, por vezes, por medo outras por vergonha, por falta de meios económicos, pela preocupação com os filhos ou por dependência emocional. A verdade é que muitas destas mulheres sabem que a impunidade ainda impera.
 
Para mais uma reflexão:
·         51% da população mundial infectada com HIV/SIDA (mais de 20 milhões) são mulheres.
·         Mais de metade das novas infecções com HIV ocorrem entre jovens dos 15 aos 24 anos, e mais de 60% destes jovens seropositivos, são mulheres.
·         Em 2003, pelo menos 54 países tinham leis discriminatórias contra as mulheres.
·         A violação marital é reconhecida como crime em apenas 51 países.
·         Os códigos penais de países como o Peru, Bangladesh, Argentina, Equador, Egipto, Guatemala, Irão, Israel, Jordão, Síria, Líbano, Turquia e Venezuela prevêem as chamadas “defesas de honra” (parciais ou completas).
·         Na África do Sul a percentagem de condenação por violação permanece nos 7%. Apenas um terço do número estimado de violações foi denunciado em 2003.
·         Nos EUA 16% das mulheres denunciaram a violação à polícia; daquelas que não o fizeram, 50% teriam relatado o seu caso se lhe tivessem sido dadas garantias de sigilo.
·         No ano de 2003, a legislação sobre a violência doméstica era inexistente ou desconhecida em 79 países.

publicado por Sofia_hd às 18:30
link do post | DEIXE A SUA OPINIÃO | favorito
|
1 comentário:
De Anabela Santos a 10 de Agosto de 2006 às 10:43
A lista de atentados contra a integridade física e psicológica da mulher é infindável e a fleuma que se instalou na sociedade adensa ainda mais este problema. Acredito piamente que cada um de nós poderá contribuir, directa ou indirectamente, para a dissipação peremptória dos comportamentos discriminatórios que se transfiguram nos mais hediondos crimes. Regozija-me imenso saber que surgem cada vez mais blogues que apelam à consciencialização social através da divulgação de inúmeras barbaridades perpetradas hodiernamente. O "Humanidade Desumana" é, indubitavelmente, um deles!



Comentar post

."Linka-me"

Procura por mim



Também estou no Twitter:

http://twitter.com/Sofia_hd 

 





.mais comentados

.Procura por mim

Procura por mim

.Sobre a Autora

.links

.Desumanidades

. E lá vão 3

. Para rir um bocadito...

. Em período de HIBERNAÇÃO

. A história de um leão

. Direitos dos animais: tou...

. E a moda da Sapatada pego...

. Vamos twittar!

. Já é tempo de alguém dize...

. Preservativos 'católicos'

. FEMINISTIZA_TE

. Cão de água Português vs ...

. Mancha Vermelha

. Pandas: Procriação de suc...

. I'm Back!

. Para Todos!

. Whale Wars

. Sea Shepherd volta à acçã...

. Pense duas vezes

. Haja paciência!

. Manifestação Anti-Tourada

. Nem as crianças são assim...

. DECO organiza manifestaçã...

. Um bocadinho farta!

. Trocando opiniões

. Porta-bandeira iraniana g...

. O sonho (pesadelo) de uma...

. 2 Anos!

. O Véu do Medo

. Crime: ter sido violada

. Espanhóis manifestam-se c...

. Urso polar avistado na Is...

. Dia Mundial Da Criança?!

. Quem é a verdadeira besta...

. Seal hunt

. De volta à acção!

. As piadas de Bush

. A hipocrisia

. Faz sentido comemorar o D...

. Japoneses disparam sobre ...

. Sea Shepherd alcança navi...

. Histórias de vida e de co...

. Porquê pai?

. De volta!

. Começou a caça às baleias...

. Notas de 10 milhões!

. O que tem acontecido na A...

. Baleia vs Japoneses

. I also love Sea Shepherd!

. I Love Greenpeace!

. Ser foca no Canadá

.Baú

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

FEMINISTIZA_TE




.subscrever feeds